Notícias

Reforma tributária: tudo o que você precisa saber

A reforma tributária visa basicamente simplificar o sistema tributário brasileiro. A proposta do Governo Federal quer gerar um impacto positivo na produtividade e no crescimento do país, modernizando a arrecadação de tributos e impostos.

Um sistema tributário eficiente é essencial para acelerar o crescimento da economia do país, que impacta diretamente na geração de emprego e renda para a população.

Para aumentar a competitividade entre as empresas e trazer outros benefícios à economia, a reforma tributária tem como objetivo eliminar tributos como PIS, Cofins, IPI, ICMS e ISS e apresentar um Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS).

O COMSEFAZ (Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal), juntamente com outras confederações e movimentos, manifestaram apoio à aprovação da reforma tributária através de uma carta, em abril de 2021, para que se consolide todos os impostos sobre consumo em apenas um.

O Brasil clama por uma reforma tributária há décadas, para o desenvolvimento econômico e social do país e por isso há tantos projetos em andamento.

O debate está avançando e tem se tornado cada vez mais maduro.

Existem diferentes propostas para a reforma tributária brasileira em tramitação no Congresso Nacional e, apesar de haver algumas divergências, o que elas têm em comum são esses pontos essenciais:

  • a busca pela simplificação com redução da burocracia;
  • padronização;
  • unificação da base de incidência;
  • não-cumulatividade;
  • adoção do princípio de destino;
  • combate à sonegação e à corrupção
  • redução da regressividade;
  • fim da guerra fiscal.

O Brasil hoje vai na contramão das práticas tributárias de outros países, separando a base entre bens e serviços. Além disso, a complexidade e as burocracias do sistema elevam o grau de litígio e geram insegurança jurídica.

Com uma reforma ampla e completa, e um sistema único, acredita-se que o atual modelo tributário será simplificado. Isso irá garantir mais segurança jurídica, melhora para os negócios e aumento das possibilidades de investimentos no país.

Porque a reforma tributária é importante? 

No sistema tributário atual, o crescimento econômico e social do Brasil fica limitado. As empresas têm custos altos, os investimentos não são favorecidos, e paira no ar a insegurança jurídica.

Com a reforma tributária, o sistema ficará mais simples, os custos serão reduzidos e as empresas poderão produzir mais e melhor. Como consequência, haverá aumento de empregos e redução dos preços dos produtos.

Quando se fala em competitividade, as empresas nacionais, principalmente as indústrias, sofrem com uma carga tributária maior do que as concorrentes estrangeiras.

Por outro lado, o sistema atual prejudica também empresas de fora, que encontram dificuldades no mercado nacional. 

Isso porque a tributação é muito diferente dos outros países, que em sua maioria cobram apenas o Imposto sobre o Valor Adicionado (IVA). É com base nessa ideia de imposto único que os projetos de lei pedem uma reforma no sistema.

Quais mudanças e propostas estão tramitando no Parlamento?

Em fevereiro de 2020 foi instalada a Comissão Mista da Reforma Tributária, formada por 25 deputados e 25 senadores, para unificar as duas propostas: a PEC 45/2019, de autoria da Câmara dos Deputados, e a PEC 110/2019, de autoria do Senado.

E há, ainda, a proposta do Governo Federal (PL 3887/2020) em tramitação. 

PEC 45/2019

A proposta é substituir os 5 tributos existentes (PIS, Cofins, IPI, ICMS e ISS) pelo Imposto sobre Bens e Serviços federal, usando como modelo o imposto sobre valor agregado (IVA).

PEC 110/2019

Na proposta do Senado Federal, a substituição deve acontecer em nove tributos (IPI, IOF, PIS, Pasep, Cofins, CIDE-Combustíveis, Salário-Educação, ICMS e ISS) pelo único Imposto sobre Bens e Serviços estadual.

PL 3887/2020

O projeto de lei propõe a criação da Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS),  para substituir o PIS e a Cofins, que deverão ser extintos.

A alíquota da CBS prevista é de 12% para empresas em geral e de 5,9% para entidades, por exemplo, bancos, planos de saúde e seguradoras.

PL 2337/2021: Imposto de renda

A proposta é chamada segunda fase da reforma tributária e trata de mudanças no imposto de renda, tanto para pessoas físicas quanto para empresas.

O objetivo é que o sistema seja mais justo e incentive novos investimentos.

Quando a reforma tributária entra em vigor?

A partir da data de publicação da lei, a proposta do Governo prevê um prazo de seis meses para que o CBS entre em vigor.

Como uma assessoria legal pode me ajudar tributariamente?

Com a burocracia do sistema, muitas pessoas e empresas recolhem seus tributos de forma inadequada. Uma assessoria de qualidade auxilia nesses processos e garante o recolhimento correto dos tributos.

A assessoria legal e tributária ajuda a empresa, contribuindo para a análise fiscal, levantamento de créditos e muito mais. Trata-se de um serviço bastante complexo, completo e personalizado.

Entre os serviços oferecidos estão:

  1. Planejamento e estratégias tributárias

Com informações do setor da empresa e da legislação, uma assessoria consegue orientar quanto às melhores estratégias tributárias de acordo com as leis em vigor.

  1. Análise de procedimentos fiscais

Por meio de avaliações, é possível avaliar  oportunidades na hora de fazer o recolhimento dos tributos, proporcionando economia à empresa.

  1. Consultoria

A assessoria também pode oferecer uma consultoria completa no que diz respeito às questões tributárias, além da elaboração de ações judiciais, defesas administrativas e judiciais,

Ou seja, para reduzir custos, para empresas com operações mais complexas, para um recolhimento mais adequado dos tributos, bem como para defesas, a assessoria tributária pode auxiliar o seu negócio.

A Ziegemann Seidel, por meio de advogados e contadores, atende nesse setor de forma consultiva e contenciosa.

Empresas de diversos setores da economia, em especial os setores industrial madeireiro, de papel e celulose, se beneficiam de nossos trabalhos, com destaque para:

  • Elaboração de ações judiciais;
  • Defesas administrativas e judiciais;
  • Análise de risco;
  • Definição de estratégias tributárias.

Conheça mais sobre nossa consultoria tributária, entre em contato e tire suas dúvidas com nossos profissionais capacitados para atendê-los.

Dr Guilherme

Posts Relacionados

Compliance trabalhista: aprenda o que é e seu significado

Inteiro Teor

Reforma tributária: tudo o que você precisa saber

Inteiro Teor
Close Panel